Agro news - Sua ligação com o campo

Últimas Notícias

veja mais +
Twitter Facebook Flickr

Busca

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossas novidades.

Publicidade

Notícias

Brasil e China assinam 32 acordos

Postado às 09:43 em 20 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.18/07/14 - Os governos da China e do Brasil assinaram ontem 32 acordos bilaterais. A lista é diversa: vão desde a construção de duas fábricas no País até o tão aguardado fim do embargo chinês à carne bovina brasileira, passando pela venda de 60 aviões da Embraer e a construção de uma linha férrea entre Mato Grosso e Goiás. Alguns anúncios feitos pelos presidentes no dia ainda não estão no papel. Os investimentos resultantes não foram computados, mas apenas as duas fábricas, de motores para ônibus urbanos e outra de equipamentos para construção civil, alcançam US$ 400 milhões.
A visita do presidente chinês, Xi Jinping, conseguiu desenrolar dois dos principais problemas brasileiros no mercado do país: o embargo da carne e a produção de aviões pela Embraer na fábrica construída em 2002.
O embargo da carne teve altos e baixos. Em 2004, Lula chegou a inaugurar uma "diplomacia pelo estômago", levando o ex-presidente chinês Hu Jintao e sua comit ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Alstom obtém contrato de turbinas eólicas de 120 mi de euros no Brasil

Postado às 09:42 em 20 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.08/07/14 - A Alstom disse nesta segunda-feira que assinou um contrato no valor de cerca de 120 milhões de euros (164 milhões de dólares) com a empresa brasileira de energia Tractebel para fornecer turbinas para um parque eólico no nordeste do Brasil.

A Alstom afirmou em um comunicado que irá fornecer 36 unidades de turbinas eólicas ECO 122 de 2,7 megawatts (MW) cada para o parque eólico, que deve iniciar operações em meados de 2016. A Alstom também vai operar e manter o parque eólico durante 10 anos.

07/07/14
Natalie Huet
Fonte: Reuters

Produção de energia eólica aumenta 44,4% em um ano

Postado às 09:40 em 20 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.15/07/14 - A produção de energia eólica aumentou 44,4% no último ano, segundo a edição do Boletim de Operações de Usinas da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). A comparação é entre os meses de maio de 2013 e 2014.
No mesmo período, a geração de energia termelétrica aumentou 20,7%. Apesar de apresentar uma redução de 5,1%, a energia produzida por hidrelétricas mantém-se predominante, sendo responsável por 66,5% da produção brasileira.
De acordo com a CCEE, em maio, fontes eólicas produziram 747 megawatts (MW) médios e térmicas, 17.307 MW médios. O boletim informa que o salto na entrega das térmicas foi impulsionado pelas usinas nucleares: foram produzidos 1.763 MW médios - número 154,1% acima do registrado em maio de 2013. As usinas térmicas a carvão geraram 1.823 MW médios (aumento de 37,3%) e as de biomassa 3.038 MW médios, produção 21,6% superior à registrada em maio de 2013.
A capacidade instalada somou 1 ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Área de milho em MT ocupa 3,2 milhões de ha, redução de 13%

Postado às 12:29 em 16 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

O cultivo de milho em Mato Grosso na segunda safra 2013/14 deve ocupar 3,2 milhões de hectares. A estimativa está no sexto levantamento realizado pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), para a safra 2013/14, lançado nesta segunda-feira (14). De acordo com as expectativas anteriores do Imea, a área deveria apresentar recuo acentuado em relação à temporada anterior, mas apresentou, na realidade, uma redução mais amena, de 13%, em função dos bons preços registrados para o cereal na época que antecedeu a semeadura no Estado. A área cultivada com o cereal é de 39% da área destinada ao cultivo de soja durante a safra principal. O resultado será uma produção estadual de 17,1 milhões de toneladas do cereal, volume 24% menor que o gerado na safra 2012/13. Apesar da redução da produção, o levantame ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Brasil entra na lista dos top 10 em fontes renováveis

Postado às 12:22 em 16 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

O Brasil entrou, pela primeira vez, na lista dos dez primeiros colocados em um ranking mundial de atratividade para investimentos em energias renováveis formulado trimestralmente pela firma de consultoria EY (antiga Ernst & Young), que mede o ambiente de negócios em 40 países no segmento de fontes limpas de energia. O Brasil subiu do 12º para o 10º lugar no “Renewable Energy Country Attractiveness Index” (Recai), após a decisão do governo federal de incentivar, a partir deste ano, a construção de usinas solares no país. A indústria eólica já se consolidou no mercado brasileiro, que incentivou a instalação de aerogeradores a partir de 2003, logo após a crise e o racionamento de energia elétrica em 2001. A indústria solar, porém, ainda é marginal no Brasil. Os elevados custos dos painéis e a falta de fabricantes locais de equip ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Cigarrinha-da-raiz pode causar até 60% de perda na cana-soca

Postado às 20:44 em 15 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

A incidência da cigarrinha-da-raiz (Mahanarva fimbriolata) aumentou a partir da adoção da colheita da cana crua, no final da década de 1990 e foi aumentando com o crescimento da mecanização, atualmente, ao lado da broca-da-cana, figura como as duas principais pragas do setor, está presente em diversas regiões, com elevadas populações no Centro-Sul e em alguns Estados do Nordeste do País. A cigarrinha-da-raiz gera perdas consideráveis em áreas de cana crua, tanto na produtividade agrícola, como na redução de açúcar ao sugarem a seiva e injetarem toxinas, ocasionando desordem fisiológica. Essas injúrias provocam a morte de perfilhos, encurtamento, rachadura, brotações laterais e murchamento dos colmos, que provocam redução na quantidade e qualidade do açúcar recuperável e aumento no teor de fibras. ...



clique aqui para conferir na íntegra...

O alto custo de renegociar dívida agrícola

Postado às 20:09 em 15 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

Nos 18 anos entre 1995 e 2013 foram realizadas 19 renegociações de dívida agrícola - mais do que uma por ano, portanto. É difícil calcular o valor total de recursos públicos que foram parar no bolso de agricultores ricos, pobres e de classe média, porque há muito pouca transparência no processo. Mas é certo que vários pontos porcentuais do PIB esvaíram-se nessas renegociações. O custo apenas da Lei 11.755, de 2008, foi de 2,47% do PIB. Essa análise e esses dados estão em detalhado estudo recente de Fernando Lagares Távora, da Consultoria Legislativa do Senado. No roteiro típico da renegociação de dívida agrícola, pequenos, médios e grandes agricultores são resgatados por reestruturações de empréstimos junto à rede bancária, especialmente os bancos estatais (e com destaque para ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Caem chances de um El Niño forte neste ano, diz instituto australiano

Postado às 20:06 em 15 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

O esfriamento do Oceano Pacífico no último mês significa que a perspectiva de ocorrência de um El Niño forte neste ano é cada vez mais improvável, disse o Escritório Australiano de Meteorologia nesta terça-feira. O escritório manteve sua projeção para formação do El Niño nos próximos meses, mas disse que os modelos climáticos diminuíram sua previsão de força. "O padrão dos ventos voltou um pouco mais nas últimas semanas em direção ao normal, então não tem havido impacto significativo na atmosfera para ajudar a manter a condição quente no centro e leste do Oceano Pacífico tropical", disse Andrew Watkins, supervisor de Previsão Climática do escritório. O último El Niño forte ocorreu em 1997, provocando estragos globais generalizados. O centro ...



clique aqui para conferir na íntegra...

É preciso tirar a Petrobrás do palanque

Postado às 20:05 em 15 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

O governo comemorou com grande intensidade o recorde de produção de 500 mil barris por dia (b/d) no pré-sal. Sem dúvida, essa é uma marca importante e mostra a excelência e a capacidade técnica dos funcionários da Petrobrás. Entretanto, nota-se nas comemorações todo um viés político que, mais uma vez, tenta dividir os brasileiros entre os que defendem os interesses da Nação e do povo e aqueles que querem entregar o petróleo do pré-sal aos alienígenas. Esse discurso "nacionalisteiro", na verdade, tem prejudicado muito a Petrobrás, seus acionistas e os verdadeiros interesses do povo brasileiro. Vamos aos fatos. É bom lembrar que esse volume de produção foi alcançado por meio da constituição de consórcios entre a Petrobrás e empresas privadas, sob o regime de concessão, em área ...



clique aqui para conferir na íntegra...

China dificulta diversificação das exportações brasileiras, diz Banco Mundial

Postado às 20:03 em 15 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

A política de tarifas comerciais praticada pela China dificulta a diversificação das exportações brasileiras para o país, segundo relatório do Banco Mundial divulgado nesta segunda-feira (14). Desde 2009, quando ultrapassou os Estados Unidos e a Argentina, a China é o principal comprador de mercadorias produzidas no país. No ano passado, correspondeu a quase 20% das exportações brasileiras. A maior parte das compras chinesas, no entanto, é das chamadas commodities, produtos básicos como soja, minério e petróleo. Segundo o Banco Mundial, isso ocorre, em parte, devido às barreiras impostas pelos chineses para a entrada de produtos mais elaborados. A China aplica, por exemplo, uma tarifa baixa ao açúcar em bruto, mas impõe uma alíquota de quase 50% para a entrada de açúcar refinado. O gado tem tarifas de 5%, mas para o bife desossado, ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Química e biorrefinaria animam Pöyry no Brasil

Postado às 14:01 em 11 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

 



Um levantamento realizado pela Pöyry, multinacional de origem finlandesa que presta serviços de engenharia e consultoria, indica que o setor de químicos e de biorrefinarias pode movimentar cerca de € 500 milhões por ano em contratos de engenharia consultiva no país. Esse faturamento estimado leva em conta os investimentos anunciados ou planejados por sete diferentes indústrias, que envolvem algum tipo de processo químico, entre 2014 e 2016, com exceção de celulose e papel e mineração, que são atendidas por áreas específicas da Pöyry.


Gol faz parceria para uso de combustível renovável em rota com EUA

Postado às 20:10 em 10 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

A Gol e a Amyris -companhia americana de biotecnologia que tem uma usina em Brotas, no interior paulista- fizeram uma parceria para o uso de um combustível renovável de aviação recém-aprovado. A novidade será usada nos voos internacionais da companhia brasileira da Flórida, nos Estados Unidos, para São Paulo. Pelo acordo, que começa a valer no fim deste mês, a Gol se compromete a usar uma mistura de até 10% do combustível renovável nas rotas em sua frota de Boeing 737. Trata-se de uma mistura de bioquerosene, feita a partir de açúcares de biomassa, com querosene convencional, o farnesane. Apoiado pela Boeing, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e outros parceiros, a Amyris está trabalhando para trazer este novo combustível renovável para as companhias aéreas comerciais, começando com a Gol. "O uso do combustível da Amyr ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Produção de petróleo do Brasil sobe para 2,19 mi bpd em maio, diz ANP

Postado às 20:08 em 10 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

A produção média de petróleo no Brasil, em maio, cresceu 9,8 por cento ante o mesmo mês de 2013, para 2,189 milhões de barris por dia (bpd), informou nesta segunda-feira a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Já a produção de gás natural apresentou alta de 12,9 por cento, na mesma comparação, para um recorde de 84,5 milhões de metros cúbicos por dia (m3/dia). Na comparação com abril, tanto a produção de petróleo quanto a de gás subiram 2 por cento. Somando os volumes de petróleo e gás natural, a produção em maio no país foi de 2,721 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed). A ANP informou ainda que a produção de petróleo e gás do pré-sal cresceu 9,1 por cento em relação a abril, par ...



clique aqui para conferir na íntegra...

EUA podem liderar produção global de petróleo com sucesso do ´shale gas´

Postado às 20:06 em 10 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

Com quatro anos da revolução do petróleo e gás não convencional (os chamados "shale gas" e "shale oil"), os Estados Unidos estão a caminho de passar a Rússia e a Arábia Saudita na produção mundial de petróleo, conforme acreditam muitos analistas. Sobre quando isso acontecerá e quais serão os volumes, entretanto, há estimativas díspares que dependem de fatores incertos que variam desde o progresso na tecnologia de perfuração e da disponibilidade de financiamento até o preço do petróleo em si. As previsões para a produção de "shale oil" nos Estados Unidos têm grande disparidade, podendo variar de crescimento de 7,5 milhões de barris por dia (bpd) até 2020 - quase dobrando a produção nacional atual de 8,5 milhões de bpd - até previsões menores ...



clique aqui para conferir na íntegra...

As 66 usinas que interromperam a produção desde 2008

Postado às 18:00 em 08 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.
As fusões e aquisições do setor sucroenergético tiveram seu ápice há alguns anos mas podem voltar com força nas próximas safras, segundo analistas de mercado. O movimento ocorre já que o mercado de açúcar apresenta preços mais aquecidos e o consumo de etanol pode aumentar. O cenário pode fazer com que a procura por usinas em dificuldades aumente, englobando tanto as que pararam de moer ou hibernaram, como aquelas em recuperação judicial. "Mas isso não será um movimento desenfreado, tudo será plenamente analisado", lembra uma fonte de mercado.

De 1995 a 2003, 35 usinas foram incorporadas, segundo um estudo "Fusões e aquisições das unidades produtivas e da agroindústria de cana-de-açúcar no Brasil e nas distribuidoras de álcool hidratado etílico", de Paulo Henrique d ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Kingsman eleva previsão de décifit global de açúcar com menor safra no Brasil

Postado às 17:58 em 08 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

 


A empresa estimou um excedente global de 4,8 milhões de toneladas em 2013/14.

A Platts Kingsman disse que reduziu sua estimativa para a produção de açúcar do centro-sul do Brasil em 2014/15.

"No centro-sul, menores produtividades e ritmo mais elevado de moagem, que elevam o risco de ficarem sem cana no fim do ano, com uma possibilidade de ´morte súbita´ da colheita, fizeram com que nós revisássemos a estimativa de safra", disse.

A consultoria disse que reduziu sua estimativa para a safra de cana do centro-sul em 10 milhões de toneladas, para 575 milhões.

A Platts Kingsman também destacou riscos de chuvas de monções abaixo da média na Índia, segundo maior produtor de açúcar do mundo, o que poderia prejudicar a produção.

"A cana de Maharashtra ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Plantação de cana equilibra carbono e mantém fertilização do solo, afirma estudo

Postado às 17:55 em 08 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

 O cultivo de cana-de-açúcar em áreas que eram utilizadas para a pastagem, pode equilibrar ou até mesmo aumentar o processo de captura de carbono pelo solo. Essa é a informação trazida pelo estudo "Estoques de carbono do solo na mudança do uso da terra para cultivo da cana-de-açúcar na região Centro-Sul do Brasil", publicado no início de junho pela revista científica Nature Climate Change.


Segundo a pesquisa, dependendo das práticas de manejo adotadas, a substituição da pastagem pelo cultivo da cana-de-açúcar enriquece a estrutura física do solo, uma vez que promove a sua melhor agregação, conferindo-lhe maior porosidade, e permitindo uma maior infiltração e armazenamento de água.

Desenvolvido com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Professor Fava Neves lança livro: "Caminhos da Cana", com artigos sobre o setor

Postado às 21:04 em 07 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.

 


No "Caminhos da Cana", o professor Fava Neves apresenta textos rápidos de opinião, de negócios, de planejamento e políticos. São opiniões compartilhadas com o leitor, que muitas vezes, fogem do negócio cana para entrar nos problemas do Brasil, afinal é difícil separá-los. "É uma linha do tempo, que se inicia em 1997, quando foi escrito o primeiro texto em apologia ao então Pró-Alcool. Desde então os textos são apresentados em sequência, num caminho, chegando até o mais atual, que mostra todo o tamanho da cadeia produtiva na safra 2013/14". 


O livro apresenta os caminhos para a cana no Brasil e o que deve ser feito para recuperar a competitividade nas agendas pública e privada, para que o país possa voltar a ter oetanol como majoritário no consumo de combustíveis e dominar, cada ve ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Presidente de cooperativa de cana propõe boicote de álcool à Petrobras

Postado às 21:03 em 07 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.
O presidente da Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo (Coplacana), Arnaldo Antônio Bortoletto, propôs à indústria sucroalcoleira o boicote de fornecimento do álcool anidro à Petrobras. O produto é adicionado à gasolina produzida no país. O dirigente da entidade disse considerar a medida necessária para que o governo federal negocie melhores condições para acabar com a crise do etanol.

A afirmação de Bortoletto foi feita durante evento da Coplacana neste sábado (5), em Piracicaba (SP), que teve a presença do ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, do deputado federal Antônio Carlos de Mendes Thame (PSDB), além de produtores e representantes de entidades dos setores sucroalcoleiro e agronegócio.

Bortoletto afirmou que as usinas têm trabalhado com prejuízo há tr&ecir ...



clique aqui para conferir na íntegra...

Estudo vincula extração de gás e óleo a terremotos

Postado às 21:00 em 07 de Julho de 2014, por Álvaro Eugênio.
Cientistas dizem que a recente alta nas ocorrências de terremotos de pequena magnitude no Estado americano de Oklahoma provavelmente é resultado do descarte subterrâneo de grande quantidade de águas residuais geradas pela extração de petróleo e gás.

Tremores costumavam ser raros em Oklahoma. Antes de 2008, o Estado registrava apenas um terremoto por ano de magnitude 3 ou maior. Neste ano, já ocorreram 230 terremotos dessa magnitude, mais que o número registrado na Califórnia.

"É um crescimento muito significativo", diz Katie Keranen, sismóloga da Universidade Cornell e principal autora de um estudo sobre os tremores de Oklahoma, publicado na quinta-feira passada na revista "Science".

As descobertas se somam a um crescente volume de evidências de que vários tipos de atividades humanas de grande escala - da mi ...



clique aqui para conferir na íntegra...